Pages

sexta-feira, março 05, 2010

O Homem Máquina


Às seis horas da manhã acorda o homem máquina, e dirige-se automaticamente para o banheiro onde fará sua higienização. Num ritmo pré comandado e usado todos os dias, ele toma seu café da manhã enquanto lê o jornal e finge interessar-se com o que sua esposa diz.
Ele não foi programado para carinhos ou elogios, uma mera máquina não sente nada. O avanço tecnológico não conseguiu fazer com que máquinas fossem que nem nós seres humanos; mas aquele homem é o mais próximo entre os dois mundos; infelizmente uma de suas poucas necessidades é trocar o óleo. Entra em seu carro e, na velocidade rotineira, vai para o trabalho.

Trabalha no mesmo lugar há anos, e nem sequer fala com ninguém. O máximo é um Bom Dia que sai de modo automático; e ele não faz questão de nada mais do que isso.
Essa é a rotina do homem máquina, após esse período ocupando-se com seus afazeres ele vai para casa, janta e dorme; para no outro dia continuar o ciclo. Não tem tempo para diversões ou para dar atenção a quem merece. Na verdade ele tem um objetivo: Acumular dinheiro e ser bem visto. Uma função nele foi ativada: Conservar uma "boa imagem" e para isso precisa de dinheiro para provar que ele é bom e descente. Então ele dedica-se somente a isso, e o resto fica em segundo plano.
Mesmo com toda inteligência artificial, ele não percebeu que a vida é uma só, e que cada dia poderá ser seu último; que sua bateria irá um dia descarregar para sempre. Entre nós, humanos, vivem milhões de homens máquinas; os que os cercam os reconhecem logo, mas muito deles nem sabem o que são. E vão levando a vida assim, maquinalmente.
Alerta! É terminantemente proibido copiar os artigos deste blog.
Clique aqui e veja nossa licença. Plágio é crime previsto no Código Penal. Conheça a Lei 9610

22 Opiniões:

Fê Gugelmin disse...

uau ;o
"falou pouco, mas falou bonito"

Limao =] disse...

uau ;o
"falou pouco, mas falou bonito²

Gabriela Sayour disse...

''Entre nós, humanos, vivem milhões de homens máquinas; os que os cercam os reconhecem logo, mas muito deles nem sabem o que são. E vão levando a vida assim, maquinalmente.''

Realmente, muito deles nem sabem que levam uma vida automática controlada pela luxúria: acordar, comer, trabalhar, arrumar dinheiro, voltar pra casa, comer novamente, e dormir. Para no dia seguinte, ter de fazer a mesma coisa - e o pior, a cada dia, isso consome mais a e mais suas mentes, deixando de lado tudo referente à felicidade. E apesar desses muitos acharem que felicidade é igual a dinheiro, quando eles percebem que o afeto que os outros tinham por ele, e o carinho que costumavam dar-lhe, acabar, perceberão que dinheiro compra tudo - menos felicidade. Mas aí já será tarde..

camila disse...

Caraca, o texto falou tudo do que vivemos ou presenciamos quase todos os dias. Curti (; bem legal teu blog e seguindo(;

Pires Silva disse...

Você é um super-gênio, adorei a metáfora, a comparação, a descrição, as fotos. Tudo.Todos conhecem pessoas assim, maquinas, que acham que o trabalho é a unica coisa importante, ou seja lá qual for o foco. O amor é muito mais amplo do que o foco apenas em uma coisa que te dá prazer, como dinheiro, sucesso e carreira. Homens maquinas trabalham sempre com uma só funçao, enquanto nós espalhamos diversidade no modo de vida :D

Nath, disse...

adorei muitoooooooooo

Mariana Frazão disse...

amei o texto, muito bom *-*
parabéns pelo blog :*

Jess disse...

''Entre nós, humanos, vivem milhões de homens máquinas; os que os cercam os reconhecem logo, mas muito deles nem sabem o que são. E vão levando a vida assim, maquinalmente.''

pura verdade.muitissimo triste. espero que eu nunca fique assim.

Leandro Elias disse...

muito bom

Milena Andrade disse...

Concordo plenamente com o que o texto relata.

Flor de Liz disse...

uau, falou pouco, mas falou bonito! +1215454.. rs
adoro seu blog, assim que der, to de volta! :*

Fabiano disse...

no mundo capitalista de hj a maioria de nós realmente não sabe discernir a hora de parar. parar para um simples bom dia, para um afeto, para uma palavra de carinho. uma pena que mtos realmente só percebem que devem dar um tempo quando perdem alguém ou algo que estava o tempo todo ao seu lado e o mesmo não deu tanta importancia.

Amós Barros Web Designer disse...

Tenho 50% desse homem.

Sou Mulher ... disse...

Olá Victória!
Provavelmente, o "homem máquina" casou-se com uma mulher que tem o coração batendo sensivelmente e as emoções `a flor da pele, sabe por que?
Porque ele também tem um coração pulsando dentro da armadura que teve que criar para sobreviver...
Não quero dizer que esta mulher deva sentir-se responsável por salvar esta homem e devolver a ele, sua humanidade. Contudo, quem sabe ela devesse pegá-lo de surpresa, uma noite destas, ali mesmo na cozinha, e fazer-lhe tantos carinhos, até que sua armadura comece a derreter e ele deseje amá-la, com toda a sua humanidade. E então, quem sabe...é só uma esperança, mas, quem sabe, este homem máquina não acorde, no dia seguinte, mais leve e goste tanto que, durante o dia, sinta vontade de chegar logo em casa, para sentir como é bom ser gente!
Não é obrigação dela, é claro, mas acho que vale a pena tentar...quem sabe...
Abraço, Vera.

Floricultura Multiflora Fernandopolis disse...

Adorei seu blog, parabéns.

JORNALISMO ANTENADO disse...

Olá vitória, excelente post viu, parabéns. Este homem máquina é o que os avanços tecnológicos etá nos levando. Essa vida programada por relógio, onde precisamos cronometrar tudo que fazemos nos deixa pouco tempo pra relaxar, viver melhor e com amsi qualidade.
Beijos no coração. Te seguindo aqui no blogger, visita lá o meu depois.
Márcia Canêdo

Valéria Braz disse...

Excelente texto.... uma forma simples de mostrar no que estamos nos transformando.
Beijo no coração

Rafaa. Corrales disse...

a pura realidade =/

Eloy Vieira disse...

cara, um dos blog mais legais e bonitos que eu já vi, gostei mesmo do conteúdo. vou seguir pra ver as crônicas!

Nathan Filipe disse...

super legal seu blog, noussa sempre vou dar uma passadinha aqui.

http://jovens-conquistadores.blogspot.com/

G.Whoops. disse...

Nossa ameeei de verdade o post, crítico & verdadeiro, escrito com uma leveza que da vontade de leer *-*

Luan Yami disse...

Victória gostei muito sim do seu blog adorei as criticas e agradeço pelo comentario. até mais...

Postar um comentário

Favor ler o texto primeiro para saber do que está falando, comentários como "Muito bom", "Legal", "Passa no meu blog" serão descartados. Exercitar um pouco a mente crítica para redigir um pequeno fragmento é saudável.Palavrões e frases ofensivas terão o mesmo destino.

No mais, obrigada por estar comentando.

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape É terminantemente proibido copiar os artigos deste blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do código penal. Conheça a Lei 9610
.