Pages

sábado, maio 01, 2010

Despindo-se; sua primeira vez.

Seu coração batia loucamente, de maneira tão forte que parecia saltar do peito, suas mãos suavam e estavam completamente geladas, a angúsita a atormentava. Caminhava a passos largos e temerosos em direção à casa dele, para entregar-se pela primeira vez. Havia dentro de si um pouco de dúvida, seria essa a decisão certa a ser tomada? Estaria ela pronta para um passo tão grande? Chegando a seu destino bateu à porta, tremendo quase convulsivamente. Após uma eternidade de uns segundos ele abriu a porta, e pareceu encará-la confuso, ela bem sabia que não era esperada ali, ou sequer bem vinda. Sua voz estava rouca e trêmula, quando abriu a boca:
-Eu não conseguiria passar dessa noite sem lhe contar - gaguejou com uma voz que não era sua - Por favor não me interrompa, eu só quero desanuviar a tempestade que tem habitado o meu peito.
Tomou fôlego por um instante, enquanto ele estava ali, parado na soleira, perturbado. Então ali mesmo na rua, sob o testemunho da lua cheia e prateada, ela começou a despir-se, pela primeira vez na frente de um homem:
-O meu amor por você levou minha identidade, meu bom-senso, minha auto-estima, minhas noites tranquilas antes de dormir, arrancou de mim meu jeito despudorado de agir na sua frente, comeu os minutos onde eu não pensava em nada, extinguiu minha vontade de morar em um lugar bem longe da cidade, tirou meu desejo de morar sozinha em qualquer lugar, mudou minha resolução de ano novo e todos os meus pedidos de aniversário, roubou meu retrato e eu nem sei mais que sou, porque de mim foram tirados qualquer vestígios do meu eu, pôs fim à minha liberdade de não ligar para o que pensavam de mim.
E cada parte da sua angústia ia sendo despida, juntando-se aos pedaços da sua essência jazidos no chão. Ele a encarava petrificado. E ela continuou se despindo:
- O amor anulou minha vontade de viver sem você, e mais importante: levou o meu medo da morte, se a mim for prometido ao menos algum tempo ao seu lado.
Ofegava como se tivesse corrido uma maratona, e encarava-o sofregamente. Então dos lábios dele, de seu ser amado e adorado, brotou um pequeno sorriso. E, para um amor que lhe havia tirado tantas coisas, essa foi a primeira entregue, fazendo tudo ter sentido. Para ela aquilo era o bastante; mesmo não parecendo tão intenso, era o começo de uma história. Ela mostrou-lhe o que havia embaixo da sua pele, arrancou suas vísceras e permitiu-o adentrar sua cabeça, e ele era sua recompensa merecida, seu troféu, seu tesouro mais precioso. Estava saciada agora.
Alerta! É terminantemente proibido copiar os artigos deste blog.
Clique aqui e veja nossa licença. Plágio é crime previsto no Código Penal. Conheça a Lei 9610

27 Opiniões:

Betty Gaeta disse...

Texto romântico ... Gostei muito!
Bjkas e um ótimo sábado para vc.

francielle battisti :~ disse...

Medo ? E eu que estou passando a cada dia em minha relação pessoal ! Medo é necessario e contante, viva ultrapassada dos limites torna assim a vida mais divertida.Faça tudo qe tem vontade hoje amanha pode ser tarde de mais. Seu blog tá lindo, Amei seu texto.Parabéns você escreve com o coração. lindo. lindo ! beeijos e sucessos ae !
visita quando tiver um tempinho? http://sentimentosinceros.blogspot.com/

Victor Faria disse...

Linda história!

Miau disse...

Amor levar bom senso, auto-estima? Que tenso oO
Isso é doentio. Amor que é amor tem que ser saudável, bonito, agregador de valores e não o contrário.

Poesias-Franciéle R.Machado disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Poesias-Franciéle R.Machado disse...

Uma história de amor, romantismo, recheada de medos e sonhos.
Muito bom!

Bjos. Boa tarde!

Luiza Shaddix disse...

obrigada pelo coment ^^ seu blog ta de cara nova ne? se o site q peguei aquele template nao tivesse com problemas ate q eu t mandava :)

Luiza Shaddix disse...

a nao tà funcionando è esse aki: http://www.thecutestblogontheblock.com/

Marcus Vasconcelos disse...

INspiração total! =D

www.blogdomarcolinoo.blogspot.com

Art =] disse...

que texto bem escrito *-*
parabens =D

Carlos. Branco. disse...

que lindo texto, está de parabéns,
o amor, romance, paixão, coração frenético,
uma loucura chamado amor *__*
paranés, brigado por passa no blog.

www.carlosbranco.com.br

Ravi Barros disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ravi Barros disse...

noossa, tenso isso viu!
parabéns, o texto está muito bem elaborado, numa linguagem boa de ler e tem um romantismo diferente, mais cálido!
muito bom, sua escrita está ótima!
estou te seguindo!

sucesso com o blog
abraços

¬¬

http://ravibarros.blogspot.com/

Malu Attaque disse...

Muito bacana a maneira que você expressa os sentimentos dos seus personagens. Isso é ótimo, hoje em dia, as pessoas se preocupam muito mais com o contexto. Adorei o blog, o design e tudo mais!
Está de parabéns, moça!

Estou seguindo, ok?
Um beijo!

Lu.

http://lanternadealhures.blogspot.com

Allan disse...

Tenho um selo pra ti, lá no meu blog...

Depois dá uma passadinha lá pra pegá-lo, certo?

http://allannedsonan.blogspot.com/

Karla Hack disse...

Pura intensidade e envolvimento... adorei!

Ravi Barros disse...

Oolá, ganhei um selo de presente e estou repassando para os blogs que eu curto mais!

indiquei vc, pega lá no meu blog!

beeijo

Ravi Barros disse...

http://ravibarros.blogspot.com/

Victor S. Gomez disse...

Parabéns pelo texto. Tenso porem romântico. bj

Naiara disse...

Gostei muito do seu blog
vc escreve muito bem..
Como sou uma amante da leitura, posso dizer que vc tem tudo para ser uma escritora de sucesso, pois tem o talento de expressar, descrever, com palavras, desde o grito estridente de alguém até o bater de asas de um pássaro..
por isso, Parabéns..

Anônimo disse...

Viiiiii,

seu texto tá muito legal!! Você escreveu perfeitamente!!!!!!!!!!!!!!
Fiquei impressionada. Não sabia que vc escrevia tão bem assim!
Adorei seu blog, é a primeira vez que eu visito...
XD
Nháááá, só podia ser minha aman.. digo, amiga mesmo!
hsushsuhsuhs

beijos, Paula ^^

Robson disse...

Texto bacana! com um pouco de tudo! me lembrou uma cronica que li ha um tempo atrás que me fez refletir muito sobre o amor! ainda que um pouco triste fiquei com vontade de ler mais.

Valeu!

Francorebel disse...

Nossa, "arrancou suas vísceras"... que medo... rs... ótimo texto!!!

circulospsicodelicos disse...

NOssa, essa menina é violenta...Será que agora saciada ela sucessega? rs...
Porque pelo que entendi o cara não é muito afim dela.

Elmo da Vinci Zaratustra disse...

Venho em meu nome e em nome do Blog "Os Confundidos" agradecer pelo seu comentário postado na crônica "Confissões".
.
Vale ressaltar que você escreve muito bem. Verifico que suas palavras seguem uma perfeita ordem psicológica.
.
Parabéns pela estrutura do seu blog.
Adcionado em meus favoritos.
.
Abraços,
http://osconfundidos.blogspot.com/
http://pensandoagora.blogspot.com/

Eliana disse...

Estava tremendo junto com ela!!!

Juh Lima disse...

Adoro esse tipo de conto! Sem dúvida um texto muito bem escrito como o restante dos seus outros posts.

To te seguindo! me segue?

http://coconutsweet.blogspot.com/

Postar um comentário

Favor ler o texto primeiro para saber do que está falando, comentários como "Muito bom", "Legal", "Passa no meu blog" serão descartados. Exercitar um pouco a mente crítica para redigir um pequeno fragmento é saudável.Palavrões e frases ofensivas terão o mesmo destino.

No mais, obrigada por estar comentando.

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape É terminantemente proibido copiar os artigos deste blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do código penal. Conheça a Lei 9610
.